Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

11
Fev17

Só passou um mês...?

Um mês além fronteiras. Longe dos meus amores, da minha família, da minha casa, da minha cama, das minhas ruas, dos meus lugares... De todas as coisas que me faziam tão feliz e agora fazem tanta mas tanta falta... A curiosidade de tentar, de experimentar coisas novas, o facto de estar desempregada, ter aqui quem me desse a mão, tudo isso foram fatores que me fizeram vir. O plano era ver o que achava e caso me agradasse, trazer o Doce começar a nossa vida aqui.

 

Vendo bem as coisas, as conclusões a que cheguei são:

 

1. As casas têm imensas condições de aquecimento. Mas custam um balúrdio.

2. As pessoas vivem as suas próprias vidas. Mas há sempre um português a meter o nariz. 

3. A rede de transportes é o que mais me fascina. Mas a condução para mim, tem outro encanto!

4. Os ordenados parecem excelentes, mas avaliando todas as despesas vai dar ela por ela.

E como disse anteriormente, se não for para se poupar, porquê sair de ao pé dos nossos...?

5. De que me serve ter o fim-de-semana livre, se não tenho com quem o passar?

Mesmo futuramente com o Doce, mãe é mãe, e todos sabem o que ela significa na minha vida.

6. Há coisas que nunca vão mudar, e eu tenho teimado em não aceitar isso, e tentado mudar as coisas mas já me cansei de o fazer e por isso, está na altura de um ponto final.

 

Mesmo assim, vou fazer um esforço e cumprir o contrato que assinei.

São seis meses, e um já lá vai. Só faltam cinco. Já só faltam cinco...

 

01
Jun16

Dias felizes

Hoje, como o mundo inteiro sabe, comemora-se o dia da criança. Dia esse, em que os meus pais já me souberam fazer muito feliz. Ainda assim, há quem nos ligue, depois de quase um mês sem dar sinais, a felicitar-nos pela celebração em questão. Fui, sou e acho que serei sempre criança.

 

Mas há outro marco, paralelo àquele que todas as famílias estão a celebrar... Hoje, faz exactamente um mês que mudei o meu estado civil. Não me casei, não, mas deixei de ser/estar solteira. É verdade... Parece que os meus desejos de ano novo deram frutos, depois de tanto tempo à espera de alguém decente.

 

Como vos adiantei anteriormente, é um colega de trabalho. Mais velho do que eu, a quem comecei a achar piada depois de sentir que havia interesse. Fomos-nos conhecendo, saímos, partilhámos sonhos e ambições até que cheguei à conclusão que ele era, e é, exactamente 'aquilo' que eu procuro.

 

E que seja um primeiro de muitos!

 

Um excelente dia da criança a todas as verdadeiras crianças e não só.

Porque no íntimo do nosso ser, sê-lo-emos eternamente.