Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

18
Fev19

Em processo de espera

Como sou uma pessoa supersticiosa, não vou falar do trabalho a que a entrevista de sexta-feira se referia. Mas, posso dizer-vos que a proposta me deixou encantada, nas nuvens. 

 

A entrevista a que fui, era para part-time. Foi a minha primeira entrevista via Skype e digo-vos que até achei giro. Foi diretamente com a sede e acho que não correu mal. Quando chegou a altura de falar sobre mim, disse, além das experiências as expectativas. Que procurava um full-time, e caso fosse a escolhida, iria tentar conciliar dois trabalhos. Aí, a senhora que estava a ser simpática passou a espetacular. Disse-me que ainda não era do conhecimento público mas, que noutra empresa do grupo, ia abrir uma vaga para full-time já no início de Março. Explicou-me os horários, as condições, o sistema de folgas e férias, o vencimento, a duração do contrato e, que sendo a área que é, dão formação em Lisboa e no Porto, de 3 dias mínimo, tudo pago por eles. 

 

Fiquei verdadeiramente empolgada e entusiasmada com a hipótese de vir a trabalhar no local em questão. Ficaram de me ligar no correr desta semana, mesmo que a resposta fosse negativa. Não farei nada até lá e vou torcer para que a minha estrela da sorte me ajude. Em caso positivo, vou mudar de área mas é algo que não me assusta, até me entusiasma mais.

 

Fiquem a torcer por mim, serão dos primeiros a saber as novidades! 

 

15
Fev19

O tal dia experimental

Como disse no início da semana, na quarta-feira fui experimentar um trabalho novo. Vi a oferta de emprego online e como era para receção, decidi candidatar-me. A entrevista foi muito bonita, as condições muito apelativas e o vencimento igual ao que já tinha. Tinha a contra de não pagarem subsídio de alimentação. Mesmo não sendo obrigatório, a maioria das empresas paga e parecendo que não, mais uma centena por mês faz diferença.

 

Assim foi e na quarta-feira lá me apresentei. Surpresa: o trabalho, era para empregada de andares. Fazer a limpeza no hotel e trabalho de lavandaria. Ok, vamos ficar uns dias a ver, pode nem ser mau. As colegas pareceram maravilhosas, os patrões igual. Mas ontem, recebi um telefonema, para outra empresa à qual me tinha candidatado. Sinceramente, interessou-me mais, até porque não esperava que o trabalho fosse o que acabou a ser. Perguntei se poderia sair mais cedo, pelos verdadeiros motivos porque achei que devia ser sincera. Caiu o carmo e a trindade!

 

E pronto, não há trabalho e hoje vou à dita outra entrevista. Vamos ver se lá o emprego pelo menos é o que colocaram no anúncio. Bom fim-de-semana! 

 

12
Fev19

Vamos a isso?

Estas últimas três semanas têm sido um descanso e ao mesmo tempo um desespero. Não me lembro de alguma vez ter tido três semanas de férias seguidas. Aproveitei para pôr coisas em dias, enviar currículos, informar-me e quando dei por ela, já se passaram.

 

Hoje, tornei-me oficialmente desempregada. Uma desempregada com direito ao desemprego mas que com sorte, nem chegarei a ativar... Porque hoje, tive uma entrevista. A primeira resposta da dúzia de currículos que tenho enviado. E amanhã, vou fazer o dia experimental. Não quero deitar já os foguetes porque pode não ser aquilo que estou a pensar e só no final do dia de amanhã saberei. Mas pelo que me foi dito, já é melhor do que aquilo que tinha.

 

Por isso, estou confiante! Que seja bom! 

 

23
Jan19

Uma mudança inesperada

É engraçado como as coisas acontecem às vezes. Falamos com pessoas, sobre coisas sem termos a mínima noção do que pode mudar logo em seguida. Foi assim o meu Domingo.

 

Estava sossegada, a fazer o meu turno quando o boss apareceu. O mesmo informou-me que tinha tido uma reunião com o Turismo do Centro e que o hotel iria sofrer remodelações para atrair mais e variados turistas. Consta que, as rececionistas necessitam de qualificações, coisa que eu, no papel, não tenho. E posto isto, foi-me comunicado que o meu contrato não seria renovado.

 

A reação inicial foi de choque. Choque porque não contava minimamente e porque horas antes, tive uma conversa engraçada com a senhora da limpeza. Mas por incrível que pareça. não estou triste. Claro que estou alarmada pelas contas que tenho para pagar, mas triste não. Então o Doce, parece que só lhe faltou abrir o champanhe. Tenho que admitir que não estava bem, tanto que uma das minhas resoluções de ano novo era mudar de trabalho. Olhem, acabou por acontecer, ainda com vantagens, uma vez que não me demiti e terei direitos que não teria.

 

Assim, Domingo foi o último dia que vi o padeiro, sem o saber. Sem aviso, foi o meu último dia de trabalho, porque fiquei a gozar férias até fim de contrato. Sem aviso, sem contar, sem ter que me chatear, saiu-me um 'peso' de cima. E assim se fecha mais um ciclo, mais uma experiência. Experiência boa porque adorei o turismo, e sem dúvida que adorei ser rececionista. 

 

Mal acabe o vínculo laboral, é mãos à obra! Um novo desafio me espera! 

 

23
Out18

O reconhecimento sabe bem!

Para quem me segue com maior frequência, sabe que há um ano enveredei pela área do turismo, estando a trabalhar num hotel como rececionista. É uma área que me enche as medidas. Adoro do princípio ao fim! E então quando entro nas plataformas de reservas e vejo reviews como este, fico de coração cheio! Até o meu nome decorou! 

 

Capturar.JPG

 

O reconhecimento sabe bem!