Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

09
Jan19

Qual o papel de cozinha mais barato?

Hoje venho aqui partilhar a experiência feita depois de ver vários truques e dicas nos livros do Pedro Andersson, que tem a rubrica Contas-Poupança, na SIC. O primeiro teste foi saber qual o melhor (mais barato) papel de cozinha que está no mercado.

 

Não vale a pena estar a esconder as marcas, porque quem conhece, saberá quais são. Sou consumidora de todos os supermercados num geral. Claro que, sendo uns mais perto de casa que outros, tenho aqueles onde faço as comprar maiores. Habitualmente, é no Continente. Por isso, as amostras a seguir serão de produtos desse estabelecimento.

 

Uma das reportagens do Contas-Poupança (https://contaspoupanca.pt/2017/09/13/sao-raras-as-marcas-que-dizem-a-quantidade-de-papel-que-estao-a-vender/) ou (https://contaspoupanca.pt/2017/09/14/ainda-os-rolos-papel/) fala sobre os metros que cada rolo, cozinha ou casa de banho possuem. Numa reportagem mais recente, incluída no livro, sugere que pesemos o papel antes de o comprar. Bem, as balanças só na parte da fruta... Mas vamos lá colocar papel no carro e ir até à fruta pesar. 

 

Selecionei apenas dois produtos pois, além de serem os que uso mais frequentemente  o telemóvel decidiu morrer e não deu para continuar a sessão fotográfica:

 

- Rolos de Cozinha brancos, 4 Unidades, (1,29€)

 

48991553_2196269797070679_6117243111337885696_n.jp

 

- Rolos de Cozinha Compactos, 2 Unidades, (1,09)

 

50306251_2427656730798003_1163900428857901056_n.jp

 

Levei ambos até às balanças e o peso é o mesmo: 350g. Vai daí que, serem dois rolos ao invés de quatro, não significa absolutamente nada pois a quantidade em papel é exatamente a mesma. Para quem gosta de fazer ainda mais contas, ficam os preços ao KG: 4 rolos (3,69€/KG) versus 2 rolos (3,11€/KG). Logo, compensa a embalagem de dois rolos, uma vez que se poupam 0,20€ direto, porque pesam o mesmo, mas a segunda opção é 0,58€/KG mais em conta. 

 

Pode parecer pouco, mas são estes poucos juntos que fazem muito. Experimentem o mesmo processo quanto ao papel higiénico, por exemplo. Até pode ficar alguém a olhar-vos de lado, por estarem a pesar papel. Mas o que conta é a nossa carteira, e como diz o ditado "Cada um sabe das suas". Comprar informado, é uma bênção. Experimentem! 

 

(Isto não é publicidade paga. Como digo em cima, Continente porque é onde vou com mais frequência)

 

28
Mai18

Estou doente!

Tenho que admitir que andava completamente a leste dos preços dos combustíveis. A última vez que o fiz, atestei e foi coisa que me durou uns bons meses porque morava perto do trabalho e ia a pé. Bem, eis que agora isso mudou ligeiramente e já não dispenso o bolinhas um único dia. A pedir-me comida há dias, e antes que me deixasse a pé lá tive que lhe fazer a vontade.

 

Dirigi-me ao posto de sempre e pedi 40€ de gasolina simples. Normalmente coloco da outra mas agora com esta mudança e até as contas voltarem a entrar nos eixos, tem que ser tudo pelo mínimo. Tudo normal, fui pagar para voltar à minha vida. Quando olho para o talão vejo:

 

24,7 litros - 1,62€/litro.

 

Desculpa?! Então mas estou aqui há eternidades à espera porque quero meter na única bomba com combustível simples que têm e o funcionário mete-me da outra? Oh raio do homem! Até que olho para o lado, à procura do placard... Gasolina simples: 1,62€. Gasolina Aditivada: 1,64€

 

Mas desculpem lá... O povo português ganha assim tão bem? É que eu da última vez que vi o meu recibo de vencimento, os valores não eram nada de especial. Mas que raio?! Qualquer dia custa quê? 2€ o litro? Não acham absurdo estes preços, já? Estou indignadíssima!

 

Ainda nem paguei o carro e já tenho vontade de o vender!

 

 

P.S.: Não tenho nada. Adoro o bolinhas e mesmo com mais despesa, não me vejo a abrir mão dele.

 

30
Mar17

Seguros de Saúde

Desde que voltei ao país que aderir a um seguro de saúde tem sido uma das minhas maiores vontades. Tenho pensado bastante no assunto e depois de alguma pesquisa por diferentes companhias e seguradoras, confesso que não fiquei muito esclarecida.

 

A necessidade prende-se na vontade de começar a frequentar algumas consultas de especialidade a preço mais acessível, nomeadamente o dentista. Apesar de fazer uma correta higiene oral diária tenho sentido uma sensibilidade algo aguda que suspeito ser uma cárie, e se assim for, não se trata com uma consulta nem duas. Nem eu própria queria acreditar quando fiz as contas e percebi que não vou ao dentista há perto de dois anos... Shame on me 

 

Mas pelo que vi, nem todos os seguros incluem o dentista e sendo a especialidade que mais procuro no momento, parece-me ridículo aderir a uma mensalidade que não o abranja.

 

Andou aí uma altura em que a Medicare ligava (insistentemente!) com propostas mas como aqui em casa nunca tivemos grande necessidade, acabou por ficar um assunto esquecido. E agora parece-me que aderir sozinha faz com que as mensalidades aumentam um pouquinho...

 

Assim muito por alto: alguém desse lado tem algum tipo de seguro de saúde? Se sim, podem dar-me alguma dica ou sugestão em termos de escolha? Acham que vale a pena ter seguro de saúde?

 

 

16
Jan17

Viver na Alemanha - transportes

Hoje venho falar-vos de uma das coisas que mais estou a gostar por cá, que são os transportes. Consegue-se ir a todo o lado, a qualquer hora. O leque oferecido é enorme e o tempo de espera também é excepcional: a cada dez minutos passa um dos muitos meios: eléctrico, comboio, autocarro, horário que passa a ser de hora em hora durante a madrugada.

 

Todas as paragens estão muito bem assinaladas e penso que qualquer estrangeiro conseguiria guiar-se por lá. Para ajudar ainda mais, cada paragem tem um placard semelhante a este, onde se pode ver as linhas que por ali passam e os respetivos horários.

 

Transporte_PainelEletronicoPontoOnibus.jpg

 

No local onde estou a morar, sou obrigada a apanhar o eléctrico até à cidade. Eléctrico esse que, para minha infelicidade, passa mesmo à porta! São cerca de cinco minutos até chegar à Haupbanhof (aprendi entretanto que cada cidade tem uma. Traduzindo à letra, significa estação principal). Aí, há de tudo. Para todo o lado. No caso do meu trabalho, que fica localizado numa outra cidade, do lado oposto do rio, apanho um autocarro e lá estou. Demoro ao todo cerca de 45 minutos a chegar, e outro tanto a voltar. 

 

Os preços parecem me um tanto ou quanto exagerados. Quem compra passe mensal toma a melhor decisão. Há também passes semanais, diários ou por viagem. Neste caso: por viagem, paga-se 2,80€. Passe diário, são 6,70€. O semanal anda à volta dos 22€, e o mensal, são a módica quantia de 63,80€. Acabei por comprar o mensal que, visto bem as coisas e comparando com os outros preços, fica bem barato.

 

São transportes com condições, incluindo aquecimento permanente. Qualquer pessoa entra, qualquer pessoa sai... Até ser apanhado pelo Pica e pagar uma multa de 60€, paga obrigatoriamente na hora! Até nisto eu concordo, e acho uma medida bastante boa.

 

rh-Ralf-Klippel-BM-Bayern-Duesseldorf.jpg

 

(imagens retiradas da internet)