Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

26
Ago19

O SNS no seu melhor!

Na altura da minha segunda cirurgia, o cirurgião que me operou através do SIGIC (Sistema Integrado de Gestão de Inscritos para Cirurgia) ou mais conhecido "Vale-Cirurgia", disse-me que daí por três meses, seria chamada para uma consulta de seguimento e respetiva alta no hospital de origem do meu pedido de cirurgia. Esses três meses passaram, um ano, dois, até hoje.

 

Na semana passada, recebi uma carta dos CHUC (Hospitais Universidade Coimbra) - o tal hospital de origem, para ir à consulta pré-cirúrgica. "Esperem lá, como assim? Fui operada há mais de dois anos e estão a chamar-me para a consulta pré-cirúrgica? Deve ser brincadeira".

 

Liguei para lá e depois de dois dias inteiros a tentar que me atendessem, lá consegui. Expliquei que devia haver um engano uma vez que já tinha sido submetida à cirurgia há dois anos através de um vale-cirurgia. Notei claramente a gaguez da moça que se limitou a dizer-me para lá ir, dizer o que lhe dissera para assim ter alta.

 

Compreendo que os tempos de espera estejam pela hora da morte, da mesma maneira que compreendo que o meu caso não era urgente. Agora não consigo compreender esta falta de comunicação entre instituições. Logo no momento em que aceitei o vale e marquei consulta, devia ter sido feita a comunicação entre eles. Descobri agora, que nem sabiam que já tinha sido operada... Dá para entender como são tratadas as coisas no serviço nacional de saúde. E do meu ponto de vista, não muito bem. Já parece a mentira pregada no dia 1 de Abril! 

 

03
Abr19

Aquele momento em que... #87

... recebo uma carta do centro de emprego com uma oferta de trabalho. E riam-se: para o hotel. Onde trabalhei. Aquele que me despediu para que eu não ficasse efetiva porque eu não tinha qualificações suficientes à função (porque durante um ano e meio esteve tudo ok).

 

Ainda bem que a carta chegou na segunda-feira, dia das mentiras.

Não fosse eu achar que era uma piada de mau gosto.

 

 

01
Out18

A promoção maravilha

Estava sossegadinha na minha vida quando o telefone toca. Não conhecia o número, mas lá atendi. Era a NOS, para me fazer uma proposta visto eu ser uma cliente de longa data (Nota: sou cliente desde Maio, quando vim morar com o Doce). Predispus me a ouvir a moça.

 

- "Mil e tantos minutos para o estrangeiro, pardais ao ninho, 100 Mbps de net por 39,90€/mês.

- Mas olhe... Eu tenho 200 Mbps de net e pago 34,90€/mês...

- Eehhh, pois, efetivamente. Agradecemos a sua atenção, um bom dia!

 

A sério que o marketing está assim? Nem se informam do que os clientes têm quando lhes fazem propostas? Cliente de longa duração, há nem meio ano? Ou seis meses com eles já é uma eternidade? Mas por que raio eu poderia querer pagar mais para menos velocidade de net? 

 

13
Mar17

Abordagens diferentes - o vídeo

Em Dezembro, numa altura em que reina o espírito natalício, o consumismo e a confusão, fui abordada por um rapaz de microfone na mão que dizia ter havido um assalto. Durante dias esperei pelo vídeo, mas nada. Achei estranho nunca mais estar online e acabei por acreditar que ele desistiu da ideia. Mas não, não desistiu!

 

Durante o fim-de-semana, enquanto coscuvilhava encontrei o vídeo em questão. Admito que tem a sua graça, se bem que a temática não lhe permitiu ter respostas hilariantes como nos vídeos anteriores. Como o grupo abordado percebeu que era piada, foi excluído e acabámos a não aparecer no vídeo. Ótimo, fantástico, melhor ainda!

 

O vídeo em questão, é este:

 

 

Se ficaram de alguma forma curiosos, aconselho a verem os restantes vídeos do rapaz. Alguns estão tão bons que é impossível não rir. Aproveito para colocar aqui os que estão no meu top 3:

 

Pessoas que não sabem a distinção entre um bombista e um budista 

 

 

Casamento entre homossexuais, ou será homo-sapiens?

 

 

E por último, não menos importante: o tamanho do homem português 

 

 

 

Página de Facebook do moço: https://www.facebook.com/pierrezagoprod

 

Boa segunda-feira! 

 

30
Dez16

Abordagens diferentes

Antes de ontem, enquanto conversávamos com o meu pai e respetivos, pouco antes de irmos almoçar, fomos abordados por um sujeito com uma câmara e microfone, armado em jornalista.

 

Perguntou nos se tínhamos ouvido falar de um grande assalto que houve em Setúbal, numa fábrica de gomas. Logo aí percebi que era piada, mas o meu pai não. Questionou nos sobre a necessidade de nos abastecermos de gomas, visto que provavelmente o stock iria esgotar em breve ao qual respondemos todos que não éramos grandes consumidores de gomas. No final, lá disse que era uma brincadeira e entregou nos um cartão com o canal dele no Youtube para irmos dar uma espreitadela.

 

Teve a sua graça até, admito. Principalmente o facto de ele ter conseguido enganar o meu pai durante breves minutos. Verdade é que até agora, ainda não chegou nada ao canal. Veremos