Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

18
Abr18

I'm moving!

Hoje, que o sol e o calor são o ponto alto do dia e que estou bem disposta e com vontade de partilhar as recentes novidades que chegaram à minha vida, cá vão elas: vou mudar de casa!

 

Pois é, aconteceu tudo muito rápido e sem qualquer planeamento. Eu e o Doce decidimos dar o próximo passo e cá vamos nós, embarcar nesta grande aventura que vai colocar tudo à prova!

 

Fomos ver um apartamento há cerca de um mês que nos defraudou completamente as expectativas. Bem, sejamos sinceros: nós não tínhamos expectativas. Só fomos ver mesmo porque sim, pois já tínhamos decidido que o projeto morar junto seria uma das resoluções de ano novo (2019). Aconteceu que, depois dessa visita, a mãe dele falou-nos que havia um apartamento para alugar na zona e sem pensar, o Doce correu escada abaixo para falar com quem de direito. Quando dei por mim, tinha o contrato assinado nas mãos e as chaves pronta para me mudar.

 

E ando assim, numa correria louca, sem tempo para quase nada. Ainda não me mudei oficialmente mas está quase quase! Já tenho os serviços básicos e a mobília está quase toda mudada. E pronto, esta era a grande notícia que tinha para vos dar. Além dos pais de cada, vocês são oficialmente as primeiras pessoas a saber! O início de uma nova e bela aventura 

 

27
Nov15

Coisas de senhorio

Praticamente toda a minha vida morei em casas que não eram ‘minhas’. Alugadas, de familiares, o que for. Desde que eu e as minhas Marias nos mudámos para a cidade, há cerca de 5 anos, morámos em apenas duas casas. A primeira, um T2 mínimo, sem ter sequer mobília de cozinha, a última, um T3 bastante razoável, onde já moro há quase quatro anos.

 

Ao contrário dos primeiros, estes senhorios não são dados a ‘afetos’. Com afetos, refiro-me a proximidade talvez. Em todo este tempo, vi-os apenas duas vezes: quando fizemos a visita ao apartamento e há coisa de uma semana. Uma espécie de visita surpresa. Uau! Que giro! Não. Não gosto nem nunca gostei de visitas surpresas, fossem de quem fossem. 

 

Ora, o senhorio veio informar-nos que vai vender o apartamento. Sim, vai vendê-lo. Começou com a conversa fiada de que não é rentável e blá blá blá. Depois há dois pontos de vista... O mercado de vendas está péssimo, quase ninguém compra e toda a gente sabe disso. E pelo valor completamente absurdo que ele quer pedir por ele, muito menos. Esse lado, deixa-me descansada. Sei que tão depressa não nos vão correr dali. O outro lado, é que eu até gosto daquela casa. Mudar, mudava. Não tenho problema nenhum em mudar, até gosto. O problema é que não encontramos um T3 ao preço que temos agora. Já não há, não existe. Isso sim preocupa-me. Entretanto vieram cá uns senhores das imobiliárias, vasculhar-nos a casa e expô-la, nos respétivos sitíos da internet. Muito fixe!

 

Eu até compreendo o que o senhor pensa, e que vender, para ele seja uma solução mais viável. Mas e se nos mudarmos? Não será pior ficar com um apartamento vazio, e ter que pagar todas as despesas na mesma? Só isso.