Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

21
Out19

Tantas coisas para contar

Bom dia meu caros leitores! Estou envergonhada mas mesmo assim voltei, um mês depois, para vos dar notícias e falar convosco. Estava a sentir tanta falta de vir até aqui! 

 

Neste último mês a minha vida deu muitas voltas. Nem todas boas, mas nos próximos episódios conto-vos mais detalhadamente. Ainda estou meia dormente mas a seu tempo tudo ficará bem.

 

O curso que tenho estado a frequentar, acabou na passada sexta-feira. Foram umas últimas semanas mais intensas, mais uns trabalhitos para determinar melhor algumas avaliações. Ainda não sei as notas finais, só teremos essa informação no término do estágio, que ditará que tenho um CET! Sinto-me orgulhosa. Orgulhosa por me ter atirado de cabeça, por ter conseguido manter as contas na linha mesmo com um orçamento mais reduzido. Orgulhosa, por ter chegado até aqui. Éramos 21, terminámos 11. E eu fui uma dessas.

 

Hoje é um dia muito importante. Hoje, pela hora que estão a ler isto, estarei a entrar na agência onde farei o meu estágio. Dois meses, dois meses e estará feito. Prometo ir vos atualizando neste periodo. Vou tirar a pinta aos cantos da casa e depois conto tudo! 

 

Tenham uma ótima segunda-feira! 

 

11
Set19

Só porque fiquei orgulhosa

Lembram-se de vos ter elucidado sobre uma das componentes do curso? Volto a tocar no assunto só para vos mostrar o resultado final, e como tive uma nota amazing, estou toda convencida! 

 

O programa foi elaborado e vai-nos fazendo perguntas, às quais temos de responder corretamente. Por exemplo, se a pessoa não der uma das respostas pretendidas ou escrever incorretamente, o programa avisa e solicita uma resposta certa.

 

Restaurante2.PNG

 

E como estava entusiasmada com isto, adicionei um pormenor não solicitada pelo professor, mas valorizado: o consumidor poder colocar o nome! (O professor só pediu para colocar o NIF)

 

Restaurante.PNG

 

Ah pois! Mas isto já passou, e já tenho saudades. A programação nunca mais acaba, só complica e complica. É incrível! Volto a dizer: admiro os informáticos. Mas não queria a vida deles!

 

19
Ago19

Uma das componentes do curso

Como vos disse anteriormente, o curso que estou a tirar (CET ou lá como se chama agora) é de Informática & Gestão. Dentro da gestão, tenho uma carrada de coisas: recursos humanos, contabilidade, gestão contabilística, etc. Dentro da informática tenho vindo do básico das TIC para chegar onde? À programação. Pois é, estou a fazer programação (a tentar, pelo menos).

 

Há coisa de duas semanas, começamos a trabalhar em linguagem C (Alguém desse lado sabe do que eu estou a falar?). Tenho que admitir que tem sido giro. Até vir um conceito novo e misturá-los todos. Querer definir um ciclo mas usar as palavras reservadas do outro. Uma dor de cabeça, portanto (Ganhei tanto respeito pelos informáticos! Tanto mesmo!).

 

Estamos a fazer o nosso trabalho final, que consiste em criar a ementa de um restaurante, onde o consumidor vai escolhendo o que quer. O programa deve guardar todos esses dados para no fim, nos apresentar a fatura, com ou sem NIF, com a despesa total e todos os produtos consumidos descriminados. Isto é tão mais difícil do que eu pensava... Quando tudo parece estar bem, lá aparece um bug que deixa a pessoa responder quando não é suposto.

 

Apesar de ser complicado, estou a gostar. Há algum tempo que não sentia a necessidade de puxar tanto pela massa cinzenta. É bom, não a deixar adormecer. Agora só para vos dar a entender do que se trata, aqui têm uma fotos do que fiz o fim-de-semana todo (e vou continuar a fazer).

 

Aqui é a base do programa, onde lhe digo o que quero que ele faça:

 

Capturar.PNG

Capturar1.PNG

 

A seguir, é a apresentação. O que o cliente vê. O programa pergunta o que quer e quem está do outro lado responde, fazendo o mesmo avançar até à pergunta final.

 

Capturar2.PNG

Capturar3.PNG

 

Ainda me faltam limar arestas mas estou num bom caminho! E acreditem, os informáticos (aqueles que percebem mesmo) valem o preço que levam. O que eu estou a fazer é uma amostrazinha. Imaginem viver disto... Devem ver código em todo o lado!