Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

13
Nov16

Escapadinhas

Hoje venho até cá para vos contar o que andei a fazer nos últimos três dias, em que não parei por aqui: celebrei o S. Martinho e posteriormente fugi de Viseu para um belo fim-de-semana com a minha cara-metade!

 

Para os que não sabem, S. Martinho por estes lados é dia de festa - a dobrar! Os meus pais tiveram uma bela pontaria e não me podia ter calhado um dia melhor e mais feliz para celebrar o meu aniversário, e a minha mãe, aos meus 16 anos, deu-me a melhor prenda da minha vida - o Blacky. 

 

Mas voltando ao que realmente interessa - o fim-de-semana. Este mini-break já estava planeado há quase um mês, quando ele soube que teria ambos os dias de folga, coisa que acontece tão raramente. A ideia inicial era o Gerês, mas pensei que seria um lugar mais bonito de se visitar com um estado atmosférico mais acolhedor. Fui assim parar à Figueira. Disse-lhe que só tinha que pagar a viagem e as refeições, e que deixasse o resto ao meu encargo.

 

Reservei assim no hotel Sweet Altantic Hotel & SPA, uma suite com pacote romântico juntamente com um tratamento de SPA e pequeno-almoço incluído.

 

O quarto, ou melhor, a suíte superou completamente as expectativas. Era literalmente um apartamento! Fiquei deliciada com todas as facilidades apresentadas e senti que ia valer cada cêntimo do que pagaria à saída.

 

Em relação ao SPA, foi a primeira vez que ambos tivemos a experiência e adorámos! Consistiu num circuito de águas, com a duração de 90 minutos onde pudemos usufruir de uma piscina com diferentes sensações de relaxamento: entre águas correntes a massagens náuticas com diferentes intensidades. Havia também uma sala de banho turco e claro, a sauna. Confesso que não fui nada fã do banho turco. Aguentei pouco mais de 5 minutos lá dentro, devido ao intenso cheiro a menta pareceu-me. Já a sauna, cativou-me. Sou capaz de ter ficado uns 15 minutos dentro de uma temperatura de 75ºC. E soube tão bem!

 

O pacote romântico trazia, para além das pétalas de rosa espalhadas pelo quarto, brownies, morangos e kiwi com chocolate, uma garrafa de água e espumante. 

 

15034160_720763848086786_493476661_o.jpg15034219_720764254753412_2145987013_o.jpg

15044859_720764601420044_860217445_o.jpg15053322_720764388086732_1666595537_o.jpg

15060278_720764534753384_1760922416_o.jpg15065108_720764471420057_1352635937_o.jpg

 

 

À noite, como não podia faltar foi diversão noturna - casino, que ficava a menos de 5 minutos a pé. pelo caminho, encontra-mos uma barraquinha que vendia as típicas castanhas assadas. Sei que são caras, mas não resisti à tentação da tradição, ainda que com um dia de atraso. 

 

15045376_720763184753519_570987887_o.jpg

 

Na manhã de hoje, fomos tomar o pequeno-almoço. Desde a sala à diversidade de opções, fez com que fosse sem dúvida o melhor serviço de pequeno-almoço que tive o prazer de comer. Depois, e sendo que pudemos usufruir do late check-out, fomos dar um passeio à beira mar.

 

15065071_720763058086865_1036829202_o.jpg

 

E assim termina uma bela escapadinha, que ambos estávamos a precisar. Uma experiência a repetir, sem dúvida alguma. Aconselho e recomendo vivamente o hotel em questão. Foram excelentes em todos os pontos e aspetos. 

 

06
Mar16

Dizer o quê...?

Ainda nem acredito como fui capaz de deixar passar em branco o primeiro aniversário do meu cantinho. Do cantinho que já sofreu tantas voltas, tantas ausências.

 

Podia inventar mil e uma desculpas, mas não há desculpas possíveis. Já pensei em abandonar o blog. A minha assiduidade aqui chega a ser ridícula. Desde que comecei a trabalhar na sapataria que simplesmente deixei de ter vida. Casa trabalho, trabalho casa. Não sobra para mais nada. As folgas, estão sempre preenchidas com toda a logística que não se pode fazer noutros dias.

 

Sinto falta de escrever, de partilhar certos episódios da minha vida, de patinar, coisa que não faço há tanto tempo que já nem me lembro. Sinto falta de ler um bom livro, de fotografar. Falta de ter vida, basicamente.

 

Fazer promessas não vale de nada, já o fiz antes e não fui capaz de cumprir. Tenho só um pedido de desculpas à blogoesfera, aos meus seguidores e a mim própria. Esqueci-me que o adoçante é sempre melhor e dá mais alternativa que o açúcar.

 

Parabéns atrasados Sweetener, vamos esperar que seja o primeiro de muitos.    

 

08
Dez15

Desculpas

Tenho andado muito afastada deste mundo. E custa-me, acreditem que sim. A causa? Trabalho, trabalho e outra vez trabalho. Para uns, será visto como uma desculpa esfarrapada. Outros, talvez entenderão.

 

Tenho um horário dito normal. Trabalho de Domingo a Domingo, com (habitualmente) uma a duas folgas semanais. Entro às 10, saio às 20h. Não fosse estar fora da minha cidade e precisar de sair de casa cerca de hora e meia antes e chegar hora e meia depois, tudo estaria perfeito. A empresa tem oito lojas no total: três na cidade, duas nos arredores e outras três em diferentes distritos. Eu, como sou nova na empresa e não tenho carro próprio, ando a reboque, a saltar de loja em loja, tal como os restantes colegas, claro está. 

 

Somos todos novos, a maioria na casa dos vintes e uma ou outra colega nos trintas. Ainda não trabalhei com todos, mas acho que são pessoas muito simples e acessíveis. Claro que uns mais que outros mas sempre disponíveis a ajudar. Há bom ambiente, e acho isso um fator muito importante.

 

Já fez um mês que ali estou, já recebi o meu ordenado e estou escandalizada com o valor que descontei para a Segurança Social! Acho que é isto a que chamam vida adulta, se bem que continuo sem saber o que é pagar uma renda, ter filhos e manter um carro. Tudo a seu tempo, como se costuma dizer.

 

Acho os patrões muito corretos, apesar de tudo o que já ouvi a respeito deles. Como diz o ditado: "Ganha fama e deita-te a dormir". Pois bem, deve ter sido isso que aconteceu ali porque até agora, não acho ter fundamento o que se diz por aí. Os subsídios são pagos todos direitinhos, as horas extras também. Está tudo certo.

 

Este mês de Dezembro é um terror. Devido ao típico português, que faz tudo na última das horas, até o dia 24 vou ter que trabalhar! E como há falta de pessoal, nem folgas tem havido. Consegui uma hoje, depois de duas longas semanas, só e simplesmente porque a minha Maria mamã faz anos e pedi para passar o dia com ela!

 

Acredito que vou sobreviver. Se não me mandarem embora, sinceramente, também não penso sair. Vou arranjar-me para em conjunto com a minha Maria mais nova, levarmos a mamã a jantar fora e lhe fazer-mos uma boa surpresa. Um resto de bom feriado! Até qualquer dia!