Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

07
Jun19

Os cursos do IEFP

Inscrevi-me neste curso com toda a vontade. Com receio, claro está que o que chega ao fim do mês não fosse suficiente mas lá se aperta o cinto noutro buraco e a coisa vai indo. Tenho tido opiniões, das pessoas que vão sabendo, que estou a desperdiçar tempo e recursos do estado. Porque sejamos sinceros, toda a gente pensa assim. Eu também.

 

Já lá vão três meses de formação e eu estou como peixe na água. Estou a gostar sinceramente daquilo. Então agora, que entrou em cena a gestão de recursos humanos e contabilística, estou nas nuvens! Sinto-me com 15 anos, com aquela sede de conhecimento e aprendizagem (a maioria não sentiu isto, eu sei. Sou um caso especial). Mas depois olho em volta...

 

Os meus colegas chegam a tarde e más horas, sem justificações (é sempre culpa do autocarro). Quando em aula, é telemóvel ou pc a toda a hora (curso de informática, recursos constantes). Há quem passe as aulas a ver filmes. Há quem passe as aulas na conversa. Há quem venha só quando lhe apetece. Comecei a perceber que, em 16 pessoas, duas ou três estão verdadeiramente interessadas em aprender. Só duas ou três é que estão ali de vontade e não a viver à custa do desemprego (dessas três, até sou a única a usufruir dele. Os outros dois não têm descontos suficientes). Todos os outros estão ali só porque sim. Porque é mais fácil pegar num caderno e caneta (e quando a levam!) e ficar sentado das 9h às 17h a ouvir alguém falar. E quando o formador/professor pergunta algo, vêm as respostas das chacha dos distraídos, que conseguem sempre os risos porque são uns engraçados. 

 

A mais nova tem 20 anos e o mais velho 45. Cinco que estão na casa dos 30, nunca trabalharam na vida. Andam de formação em formação, a receber os apoios do estado sem lhe darem nada em troca. E eu, que tenho 23 e 3 anos de descontos ando aflita, por achar que já devia ter 5!

 

Fico triste por estar incluída neste leque. Porque cá fora, somos todos iguais. Somos todos "sugadores do estado e das minhas contribuições". Ninguém sabe quem tem vontade ou não, quem recebe ou não. Fico triste porque estou ali mesmo para aprender e só eu sei quanto me está a custar a diferença de rendimentos ao fim do mês. E anda ali tanta gente a brincar...

 

Confesso que tenho dias, quando vejo as contas a pagar, que me apetece desistir e ir trabalhar. Já estive na corda bamba duas vezes. Mas mesmo com dificuldade, vou até ao fim. Posso acabar numa loja de roupa na mesma mas já não tenho SÓ o 12ºano. Pode não me levar a lado nenhum a nível público mas a nível pessoal, é uma realização tão mas tão grande... Estou feliz! E não interessa o que os outros pensam! Eu é que sei da minha vida! 

 

Bom fim-de-semana! 

 

08
Abr19

Voltar aos estudos

Está a ser melhor do que alguma vez esperei! Sinto-me peixe na água, verdadeiramente feliz.

 

Estou a aprender imensas coisas novas, para já, na área das tecnologias. Já sei nomes e componentes,de modo a que já não serei enganada tão facilmente! Também já tive inglês, componente básica do curso. Lá para a frente virá a matemática e toda a parte de gestão.

 

Todos os formadores são espetaculares. Os colegas não são nada maus. A escola é perto de casa da minha mãe, tenho ido almoçar à pato, como se costuma dizer! 

 

Espero que, quando chegar a altura, encontre uma boa empresa para estágio. Quem sabe, com sorte, o futuro trabalho. Estou confiante e acho que isso por si só, é o mais importante! 

 

29
Mar19

Uma alteração de percurso

Estou desempregada há pouco mais de um mês. Um mês, que sinceramente já me parece meio ano. Se por um lado parece que ainda foi ontem que me levantava cedo e deitava tarde, que recebia hóspedes com o meu melhor sorriso, que aturava coisas que me deixavam com o astral em baixo, por outro, sinto que já estava de férias há tempo demais.

 

Até à semana passada, tinha um impedimento na procura de trabalho: a viagem. Felizmente correu tudo bem, fomos e voltámos contentes, com alguns docinhos para matar as saudades e sem dúvida com mais uma experiência para o lote das memórias.

 

Durante este tempo, e porque estou inscrita no centro de emprego, recebi algumas convocatórias para ofertas tanto de emprego como de formação. Confesso que a ideia de estudar voltou a saltitar mas como tenho uma renda para pagar achei que não me devia dar a esse luxo.

 

Na quinta-feira, antes da viagem tive uma dessas convocatórias. Para tirar um CET (curso de especialização tecnológico) que nos dá o nível 5 do Q.N.Q. (quadro nacional de qualificações) na área das tecnologias e gestão. Não que a primeira me chame propriamente à atenção mas, todos nós sabemos para onde este mundo caminha e poderia ser uma mais valia. E nível 5... Era tão mas tão bom. Ainda mais para mim, que só fiquei com o nível 3... 

 

Então informei-me e percebi que a mesma ia começar dia 25 - ótimo, nada a impedir a viagem. Percebi também que poderia manter o desemprego, não que seja muito, durante o tempo do curso. Ficaria com um CET tirado num ano (1400h - 850 de formação e 400 de estágio), em que algumas cadeiras dão equivalência a um curso universitário, eventualmente, caso queira no futuro. E depois de pensar (pouco) no assunto atirei-me. Atirei-me de cabeça. E já faz hoje uma semana que estou no dito curso. E estou a gostar mais do que imaginei!

 

Tenho alturas que penso que foi uma decisão um tanto irresponsável porque o que o desemprego me paga mal chega para as contas e não é um curso pequeno diga-se. Mas a outra parte de mim pensou que de outra forma, dificilmente ia aumentar as suas qualificações num futuro próximo. Por isso, a Sweetener voltou aos estudos. E está extremamente feliz! 

 

07
Jun17

Dizem que nunca é tarde

A maior parte das pessoas apregoa que nunca é tarde demais para nada na nossa vida. Mais uma daquelas frases feitas que julgamos aplicar-se à realidade de cada um, mas que acaba por não ser necessariamente assim, verdade? Porque uma ou outra vez, lá vem o nosso poder crítico. 

 

Mas não é nada disso que vos tento dizer hoje. Hoje, quero dizer-vos algo que penso fazer para mudar a minha vida. Ou pelo menos qualquer coisa dela... Ando sinceramente a pensar voltar a estudar. Estudar, não no verdadeiro sentido de ingressar na universidade, mas em fazer uma formação extra, para aumentar as minhas hipóteses de empregabilidade.

 

Há uma área que me interessa particularmente: a administrativa. Já me imaginei em função similar, e depois da restauração e do comércio, acho que me vou virar para esse lado. Não que seja melhor ou pior, mas tenho vontade de experimentar uma coisa diferente, mais 'calma'.  Aquela vaga, era para isso mesmo. Trabalho de escritório, horários e folgas fixas. E talvez a falta de experiência e recursos no meu CV, tenha feito com que a resposta fosse o que fosse...

 

Há dias encontrei um curso para assistente de contabilidade, que pareceu mais que interessante! A junção de tudo aquilo que mais gosto. Acabei por não me inscrever porque o mesmo só começava em Setembro e seria apenas uma vez por semana. Estando por casa, uma coisa mais laboral seria o indicado para mim, mas também tenho receio que seja demasiado cansativo. 

 

Apesar de ter 21 anos, sinto-me bastante mais velha... E acho que isso é bastante mau, porque acho que já é tarde para uma carrada de coisas na minha vida. Que mentira! Mas só eu é que pareço não entender isso! Estou tão habituada a ter o meu dinheirinho ao fim do mês, que tenho deixado de lado qualquer hipótese de melhoria pessoal, e isso tem que mudar! JÁ!

 

Falaram-me para ver formações no IEFP, que pelo menos me renderia algum dinheiro, em vez de pagar tudo do meu bolso. Verdade é que estou interessada nisto e por isso, vou continuar a pesquisa e ver se encontro algo que me encha as medidas, no meu distrito!