Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

11
Set19

Só porque fiquei orgulhosa

Lembram-se de vos ter elucidado sobre uma das componentes do curso? Volto a tocar no assunto só para vos mostrar o resultado final, e como tive uma nota amazing, estou toda convencida! 

 

O programa foi elaborado e vai-nos fazendo perguntas, às quais temos de responder corretamente. Por exemplo, se a pessoa não der uma das respostas pretendidas ou escrever incorretamente, o programa avisa e solicita uma resposta certa.

 

Restaurante2.PNG

 

E como estava entusiasmada com isto, adicionei um pormenor não solicitada pelo professor, mas valorizado: o consumidor poder colocar o nome! (O professor só pediu para colocar o NIF)

 

Restaurante.PNG

 

Ah pois! Mas isto já passou, e já tenho saudades. A programação nunca mais acaba, só complica e complica. É incrível! Volto a dizer: admiro os informáticos. Mas não queria a vida deles!

 

27
Dez18

O nosso primeiro Natal

Começo este post com um pedido de desculpa. Desculpem por não vos ter vindo desejar um feliz natal. Como previsto, o meu portátil foi-se e como fiquei em casa nestes dias de natal, não tive acesso a um computador para conseguir dar aqui um saltinho. Acabo de perceber que fui destaque, e que a equipa do Sapo não quer que seja o fim. O fim do Toshiba foi, infelizmente. Mas o fim da Sweetener, esse não será para tão cedo de forma alguma! 

 

Este ano, foi o primeiro natal que passei com o Doce, enquanto família. Como tal, e para 'celebrar' a casa nova, a consoada foi passada aqui. Foi uma noite extremamente animada, não fosse a minha família tagarela e tudo correu dentro do melhor. Acho que todos se sentiram bem-vindos e que o espírito que se espera nestes dias foi alcançado. Os presentes, pelo menos o que me calhou, foram perfeitos. Já não me lembrava de ficar feliz e contente com todos eles. Nenhum foi uma 'desilusão'. Acredito que os nossos também tenham sido bem recebidos, embora de pouco valor mas todos com muito sentimento.

 

Agora, estou de volta ao trabalho e para compensar a gazeta no Natal vou trabalhar na passagem de ano. Uma pessoa nem queria, mas o que tem que ser, tem muita força. 

 

Espero que os vossos natais tenham sido felizes e que tenham vivido bons momentos. E toca a preparar essas resoluções de ano novo, que ele já está curioso, aí ao virar de esquina! 

 

12
Dez18

Será o fim?

Tenho publicado apenas o desafio, e confesso que tem sido difícil. Além de ser difícil não vir cá tantas vezes, é difícil porque sinto saudades de escrever/falar convosco. Mas sem suporte onde o fazer, e sendo que não gosto de bloggar pelo telemóvel, tem sido quase impossível.

 

A maioria não deve saber, mas eu tenho um portátil de guerra. Sim, o meu Toshiba, ainda é daqueles da E-Escola, que muita gente recebeu gratuitamente. O meu, celebra este natal 10 anos de vida. Acreditam? Ninguém acredita quando o digo. Toda a gente acha que comprei um igual para substituir mas it's true: ainda t(inha)enho o portátil da E-Escola, funcional.

 

Durante todos estes anos, apenas levou um ecrã novo e precisou de um carregador. Já não vive sem ser ligado à corrente mas tem sido um amigo e pêras! 

 

Mas de há três meses para cá, anda com a telha... Eu sinto que ele trabalha, mas o ecrã nada. Tudo, tudo preto. Lá vai uma vez ou outra que liga. Mas são mais aquelas em que nada. Já fui a dois locais que me aconselham a comprar um novo, porque o meu já não merece investimento porque já não vale nada e blá blá blá. E eu até sei que eles têm razão mas... Custa-me desfazer.

 

Ele acompanhou-me em todos os momentos marcantes da minha vida. Viajou para tanto lado. Foi o meu suporte enquanto estive em Londres, igual quando estive na Alemanha. Foi ele que me ajudou a estar conectada (ok, digam lá que foi a internet porque também foi necessária efetivamente). Foi ele que viveu todas as alegrias, todas as dores comigo... 

 

"Mesmo que te vás, tenho a dizer-te um grande obrigado. Obrigada por teres estado do meu lado por 10 anos. Se realmente for a hora, eu deixo-te ir em paz... Mas ficam saudades"

 

Ainda me falta chegar um orçamento. É a minha última esperança