Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

05
Fev18

A minha primeira multa

Como confessei na quinta-feira, no desafio proposto pelo Triptofano, para minha infelicidade e mancha na reputação, apanhei há pouco tempo a minha primeira multa. Estavam a ser uns maravilhosos anos sem ocorrências, até que a Policia Municipal decidiu dar-me um presente.

 

No seguimento dos episódios que o Blacky e a Mia sofreram recentemente que me levou com demasiada frequência ao veterinário, no dia 19 de Janeiro passado, tínhamos marcada a consulta de reavaliação. Com dois gatos pela mão, lá fui armada em valente fazer uma caminhada que julgava serem 500 metros mas que mais pareciam 5 km. Com algumas paragens pelo meio, lá consegui chegar ao destino. O médico viu os bichanos e para minha alegria disse que tudo estava bem e que tão depressa, esperava não ser necessário voltar a visitá-lo (Já disse que o médico era jeitosinho?). Como nervoso que o meu Blacky é, pelo caminho fez o favor de se sujar, o que obrigou a tomar uma banhoca. Perguntei se era possível de caminho tomarem os dois, e como a resposta foi afirmativa, vim à minha vida. Quando chegou a hora de os ir buscar, chovia, e como tinha dois gatos para trazer, peguei no carro e fiz-me à estrada. Claro foi, que não tive lugar para estacionar, então optei por me colocar em segunda fila, afinal, era coisa rápida.

 

Quando entrei no veterinário vi que estava a haver espetáculo. Um dono extremamente descontente porque tinha uma quantia avultada para pagar e o hospital não lhe estaria a facilitar o pagamento. Esperei, até que me trouxeram os bichanos, cheirosos até mais não. Enquanto estava ao balcão para pagar, lembrei-me de olhar para o exterior e foi quando vi a Policia Municipal parada do outro lado da rua. Corri para fora e tentei apaziguar o guarda, mas não tive alternativa. O meu bolinhas, com dois meses de vida já comeu uma multa. Trinta paus. A minha ignorância é imensa e só quis saber se pagava na hora ou como era, ao que o guarda me respondeu que a receberia em casa. Nisto tudo, está o veterinário atrás de mim, com os gatos na mão para me entregar e começa a mandar vir com o polícia. Que há muitas infrações e eles nada fazem, que havia muitos mais carros mal parados (é verdade, havia!) e que eu parara ali numa emergência de ir levar o meu gato doente. O guarda não gostou e começou a discussão. E eu ali, a ouvir. 

 

Eu fiz mal e tenho a perfeita consciência disso, ainda mais sendo hora de ponta. Agora se eu levei multa, porque não levaram os outros todos também? Isto dos privilégios é mesmo tramado.

 

Conclusão: o banho dos gatos foi oferta da casa. E eu fartei-me de insistir no pagamento, acreditem! Mas o Dr. disse que a multa que tinha para pagar já era despesa suficiente. Já vos disse que o Dr. é um querido? Depois deste episódio, fiquei ainda com mais certeza disso.

 

6 comentários

Comentar post