Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

Sweetener

Ser feliz com adoçante!

08
Nov16

Reencontros felizes

Foi na semana passada, quando cumpria o meu dever de neta, acompanhando os meus avós às suas consultas e afazeres, que reencontrei um amigo que não via há pelo menos três anos.

 

Apesar de algumas dúvidas, dirigi me a ele e a surpresa acho que foi feliz para ambos. Foi bom saber e sentir que, apesar da distância, do tempo, do não se falar, as coisas permaneceram exatamente iguais ao que eram nos tempos de escola.

 

Ficou surpreso ao saber que as coisas em Londres não me correram como eu esperava mas ao mesmo tempo contente por ter tido o descerenimento de voltar e poupar mais sofrimento em todos os sentidos. Um rapaz que mal queria saber de estudar e agora é segurança! Como a força de vontade, o tempo e as circunstâncias conseguem mudar uma pessoa e uma vida!

 

Fica como que uma nostalgia pensar que as pessoas com quem partilhámos tantas peripécias cresceram e são agora adultos. As responsabilidades começam agora, e tudo o que isso acareta.

 

Venham mais reencontros como aquele, para fazer uma pessoa sentir que mesmo que poucos, ainda tem algumas 'amizades' que se mantêm.

 

31
Out16

O fim de um ciclo

Num dia de Halloween como hoje, há um ano atrás, estava a ter o meu primeiro dia de trabalho na sapataria. Resultado de uma resposta repentina, uma entrevista sem esperança alguma, e o início de um novo ciclo da minha vida.

 

Durante todo este ano vivi, como em todo o lado, coisas boas e outras menos boas. Consegui, apesar de grandes dificuldades e algumas desilusões criar amizades. Consegui também afeiçoar-me, apesar de tudo, a alguns clientes frequentes nas diferentes lojas. E não esquecendo - encontrei alguém que tive relutância em aceitar, mas que ao longo do tempo, se revelou uma pessoa exactamente como eu esperava - e assim, faz já amanhã meio ano que estamos juntos e felizes.

 

Pois é, e posto isto, o que venho dizer-vos hoje é que esse ciclo acabou. Depois de uma situação menos boa, optei por entregar, há alguns dias, a minha carta de demissão. 

 

Assim, começo em breve um novo ciclo da minha vida (em breve, porque legalmente ainda me encontro a gozar o período de férias). Espero assim cumprir o dever que tenho para convosco e manter me mais assídua, actualizado-vos sobre qualquer novidade! 

 

31
Dez15

Perspectivas

Parece que hoje, é o último de 365 longos dias que 2015 nos trouxe. Foi um ano de muitas coisas, sejam elas catalogadas como insignificantes ou com uma maior dimensão. 

 

Concretizei o desejo de ter um blog, onde com maior ou menor assiduidade, tento partilhar o que de mais relevante se passa na minha vida ou na dos que me rodeiam. Consegui o meu primeiro emprego, que me trouxe muitas coisas boas. Apaixonei-me, depois de tanto tempo, por um miúdo que não me deixa fazer parte da vida dele. Percebi que não tenho amigos. Emigrei, ingressei na universidade e desisti. Senti e vivi uma amostra do que é a depressão. Encontrei uma tábua de salvação chamada mãe. 

Fui feliz e infeliz. Cumpri desejos e falhei outros tantos.

 

Para 2016 preciso de tudo aquilo que digo que não quero. Preciso de tudo aquilo que qualquer pessoa precisa. Saúde, diferentes tipos de amor e sobretudo concretização pessoal.

 

Bom ano para todas as pessoas que visitam o meu cantinho e para toda a blogoesfera em geral. Que 2016 traga tudo o que 2015 não permitiu.